Press "Enter" to skip to content

Usando o Programa Novo FIES e não sabe emitir o Boleto? Aprenda Aqui.

O FIES é um programa criado em 1999 pelo Ministério da Educação do Brasil. Com o intuito de financiar cursos de graduação no ensino superior, ele abrange instituições privadas. Todos os estudantes com avaliação positiva nos processos específicos podem solicitar o FIES. A ideia existe desde 1975, com o Programa de Crédito Educativo (CREDUC) de Ernesto Geisel. Em 1999, foi reformulado pelo Governo Fernando Henrique Cardoso e ampliado pelo Governo Lula.

Para que o estudante possa participar do processo seletivo e aproveitar os benefícios do FIES, deve atender a alguns pré-requisitos. Veja quais são eles:

  • Não concluiu um curso superior;
  • Possui renda familiar mensal bruta de até 3 salários mínimos por pessoa;
  • Participou de alguma das edições do ENEM a partir do ano de 2010;
  • Obteve pelo menos 450 pontos na média das provas e não zerou a redação.

Desde 2015, os cursos com notas 4 e 5 no Sinaes têm prioridade de oferta. Os que estão localizados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste também. Os estudantes que utilizam o FIES ainda contam com um desconto de 5% no valor das mensalidades.

Por meio do processo seletivo, os candidatos são pré-selecionados e classificados. Na segunda etapa, devem apresentar os requisitos mínimos e reunir a documentação necessário. Mesmo que o candidato não seja pré-selecionado, ele ainda pode ficar na Lista de Espera.

logo fies novo

O FIES é organizado tanto pela Caixa Econômica Federal quanto pelo Banco do Brasil. No entanto, não é preciso comparecer aos bancos em qualquer situação. O processo seletivo, a adesão das instituições e a inscrição e seleção são feitas totalmente pela internet, tornando esse processo bem mais cômodo e simples.

Atualmente, são muitos os estudantes que fazem uso do FIES para completarem suas graduações e se inserirem no mercado de trabalho. Se você faz parte desse grupo, mas de vez em quando fica com alguma dúvida sobre os processos de pagamento, este artigo é para você! Tentaremos sanar todas as questões no discorrer deste texto, para que você entenda tudo sobre o programa.

boleto FIES

Como gerar boleto do FIES pela Caixa?

O boleto do FIES pode ser gerado pela Caixa ou pelo Banco do Brasil. Se você é correntista da Caixa, veja o passo a passo a seguir:

  • Primeiro passo: entre no site da Caixa e clique na aba “Atendimento”, que está no menu superior. Então, procure pela opção “2ª via de boletos”;
  • Segundo passo: selecione a opção “Boleto Fies” e clique em “Emita agora”;
  • Terceiro passo: faça o login com os dados solicitados, incluindo o seu número de CPF (sem pontos, apenas dígitos), o número do contrato Fies e a sua data de nascimento;
  • Quarto passo: para completar o login, informe o código verificador e clique em “Iniciar operação”;
  • Quinto passo: a segunda via de boleto abrirá automaticamente depois de fazer o download. Então, você pode copiar os números do código de barras para realizar o pagamento ou mandar imprimir para pagar depois.

O que é boleto único?

O boleto único mensal é o valor a ser pago pelo estudante que participa da primeira modalidade do Fies a partir de 2018. Nesse caso, o estudante passa a pagar a parte não financiada da sua matrícula para o banco, que repassa o valor para a faculdade depois.

O boleto único é emitido pela Caixa e deve ser pago exclusivamente nas agências da Caixa.

Quanto tempo tenho para pagar depois de formado?

O Fies andou mudando algumas regras desde o ano de 2018. No Novo FIES, as parcelas não que o estudante pagará do financiamento não podem passar de 10% da sua renda mensal. Ou seja, apenas uma parte do salário poderá ser descontada pela realizar essa pagamento.

Antes das mudanças, o aluno começava a pagar o seu financiamento apenas 18 meses depois de formado. Agora, o início se dá assim que ele entrar no mercado de trabalho, sem precisar esperar por esse tempo. Mesmo que ele não consiga um emprego formal, o pagamento deve acontecer. No entanto, é apenas de uma parcela mínima.

O que acontece com quem não paga o Programa depois de formado?

Se um imprevisto acontecer e alguém não conseguir pagar o Fies depois de formado, o Governo não poderá tomar o diploma de nível superior do contemplado. O que acontece na verdade é a mesmo coisa que aconteceria com qualquer dívida: a pessoa pode ficar com o nome na lista de inadimplência do SPC.

Caso ele perceba que não conseguirá manter o pagamento das mensalidades em dia de jeito nenhum, deve procurar a Caixa Econômica Federal ou o Banco do Brasil para solicitar a renegociação de dívida do programa. O acordo vai aumentar o prazo para o pagamento, diminuindo o valor das parcelas.

O contemplado deve fazer as suas contas antes de procurar o credor. Depois de constatar que é necessário, deve conversar com alguém da Caixa ou do Banco do Brasil para solicitar a renegociação do Fies, devendo se enquadrar nas condições do Fundo de Financiamento Estudantil. Essas condições são: ter assinado o contrato até janeiro de 2010, estar na fase I ou II da amortização e com o valor da prestação acima de R$ 100,00.

O novo prazo de pagamento pode ser de até três vezes do período de utilização do financiamento. Na hora da renegociação, o estudante deve apresentar os seus documentos de RG, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda do fiador, Documento de Regularidade para Alongamento de Amortização e declaração de inexistência de ação judicial.

2 via boleto FIES

Quanto tempo paga o Fies?

Muitas dessas informações variam de acordo com as regras vigentes do Fies. A partir de 2018, por exemplo, muitas regras mudaram. Nesse caso, o aluno passa a pagar a sua dívida a partir do momento em que encontra um trabalho formal com carteira assinada. Então, as parcelas do financiamento são descontadas diretamente da sua folha de pagamento.

Esse valor parcelado varia de acordo com vários fatores, como o preço da mensalidade, a duração do curso, a renda do estudante, o percentual que foi financiado, a instituição em que foi matriculado, etc.

Por isso, não há uma resposta correta para essa pergunta, visto que cada caso é um caso. No entanto, todas essas informações serão explicadas para você no final do contrato.

O prazo para o pagamento muda principalmente de acordo com a duração do curso, o tipo de contrato e a edição do FIES que o aluno se matriculou. Por isso, é importante ler atentamente a todos os editais, e manter-se sempre informado sobre as regras vigentes.

Como ver o extrato online?

Se você deseja consultar o seu extrato do FIES, é possível emiti-lo pelos sites da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. O processo é muito simples, e pode ser feito em poucos passos.

Extrato na Caixa Econômica Federal

Acesse o site da Caixa e procure pela opção FIES. Então, clique em Extrato e preencha o formulário com os dados solicitados, que são CPF e número de contrato e data de nascimento. Depois, informe os caracteres da imagem e clique em “Iniciar operação”. Aí é só conferir todos os resultados apresentados e imprimir o seu extrato do financiamento.

Extrato no Banco do Brasil

Pelo Banco do Brasil, não é possível emitir o extrato pelo site. Nesse caso, você deve ir até uma agência e falar com o responsável pelo FIES presencialmente. Caso prefira, também é possível entrar em contato com a Central de Atendimento pelo número 0800 729 0001. Solicite que a segunda via do seu extrato seja enviada pelos correios.



Atualizo
Siga-nos

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mission News Theme by Compete Themes.