Precisando Consultar o Renavam!? Aprenda aqui

Ao comprar um carro, você precisa estar ciente de muitas coisas. O Renavam é uma delas. Esse número é muito importante na hora de ter e manter um veículo, seja ele carro, moto, caminhão, ônibus ou até um veículo rural.

São muitas responsabilidades ao se ter um carro, e é preciso estar sempre em dia com os débitos e taxas que podem ser cobradas. Multas e taxas que não foram pagas ficam sempre registradas no Renavam, e podem acabar negativando o nome de quem comprou o carro com débitos pendentes.

Viu como é importante saber o que é e para que serve o Renavam? Para descobrir ainda mais sobre esse assunto, continue lendo o artigo. Informação nunca é demais, e é a melhor forma de prevenir aqueles incômodos burocráticos com o passar do tempo.

significado renavam

Qual é o significado do Renavam?

O Renavam, Registro Nacional de Veículos Automotores, é um número de 11 dígitos que funciona como um “RG” do seu veículo. Ele está impresso no documento do carro. É um dado que não muda de dono para dono, ele acompanha o veículo por toda a sua vida útil, de forma vitalícia. Ele é obrigatório para carros, motos, caminhões, vans e veículos rurais.

Como vimos, o Renavam independe da mudança de donos do veículo. Ele serve para identificar o histórico do carro, verificando se há alguma multa não quitada, imposto atrasado ou outra irregularidade.

Na hora de comprar um carro seminovo, é fundamental que você exija o número do Renavam. Assim, é possível ter mais segurança para saber se não há nenhum débito ou outros problemas.

O sistema do Registro Nacional de Veículos Automotores foi desenvolvido pelo Serpro, que cobre todo o território brasileiro. Ele registra todos os veículos existentes no país. Esses registros são efetuados pelas unidades do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) em cada estado, e acabam centralizados pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), a unidade nacional.

É esse dado que identifica o seu veículo. Esteja ciente e sempre peça pelo número do Renavam ao adquirir um novo automóvel.

consulta renavam

Como consultar o Renavam pela placa?

Se você deseja consultar o número do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), saiba que é possível fazer isso usando somente as informações da placa do veículo. Para isso, basta digitar os números e letras da placa no mecanismo de busca do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do estado em que o veículo está registrado.

Mas é importante lembrar que apenas o proprietário do automóvel consegue acessar o registro do Renavam, porque os dados e informações do veículo são confidenciais, apenas para o motorista e para o Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Quando o proprietário resolve fazer a consulta pelo site, ele só precisa digitar os número e as letras da placa no mecanismo de pesquisa, além da confirmação de autenticidade. Depois, é só clicar em “Consultar”.

Por meio dessa consulta, é possível saber informações sobre as possíveis multas do carro, por exemplo. Os processos de consulta podem variar de acordo com o estado do site do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), visto que cada um tem o seu. Além das multas, também estão registrados os dados sobre o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), podendo emitir a taxa de pagamento no mesmo local.

A consulta pela placa é fácil e rápida, e você não precisa saber nenhuma informação difícil de conseguir. Pegue o costume de realizar essa consulta sempre que possível, para ter certeza de que não deixou passar nenhum detalhe, taxa ou pagamento do seu carro ou automóvel.

consultar débitos renavam

Como consultar débitos de veículo?

Para não correr o risco de perder o seu carro, é muito importante que você faça a consulta de débitos do veículo de forma regular. Isso porque, muitas vezes, deixamos passar algum compromisso com as taxas ou cobranças, e isso pode acabar em problemas e incômodos desnecessários.

Se você esquecer de pagar o IPVA, por exemplo, ou não pagar uma multa, esses débitos acabam se acumulando e você ainda corre o risco de ter o seu veículo penhorado para quitar a dívida. Pensando em evitar situações desse tipo, a consulta dos débitos se torna muito importante.

ORegistro Nacional de Veículos Automotores é um ponto chave para fazer essa consulta. O código, que funciona como registro do veículo, faz com que ele seja identificável, reunindo informações sobre os débitos e multas a serem pagos.

É importante lembrar que todos os impostos e multas atrasados ficam atrelados ao carro, e não ao motorista. Mesmo que o proprietário tenha comprado o veículo de outro dono, é ele quem precisa arcar com os débitos. Por isso, se você pretende comprar carros seminovos ou usados, fazer essa consulta é essencial.

Para isso, você pode acessar o site oficial da Secretaria da Fazenda do seu estado. Informações sobre os licenciamentos e multas do seu veículo também ficam gravadas na base de dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

No caso da consulta pelo IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor), é só entrar no site da Secretaria da Fazenda Estadual e procurar pela opção “Consulta do débito do IPVA”. Para consultar outros débitos e suas informações, utilize o site do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do seu estado com o número da placa ou do Renavam.

Se na hora da consulta você descobriu que o carro está com pagamentos em atraso, quite os débitos imediatamente. Quando o montante devido é pago, o seu nome é retirado dos cadastros de negativação, e você pode voltar a ter os benefícios de um nome limpo. Assim, não há nenhum impedimento em abrir contas, fazer compras parceladas e até pedir empréstimos ou financiamentos.

Lembrando que, muitas vezes, o carro já vem com esses débitos, e pode não ser culpa sua. De qualquer forma, eles viram sua responsabilidade. Consulte o Renavam sempre que possível.

pagar débitos renavam

Como pagar os débitos?

Os proprietários dos veículos que possuem débitos com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) podem pagar as multas, licenciamentos, débitos administrativos, diárias de depósito, seguro DPVAT (Danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre) e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor) de forma parcelada.

O parcelamento é permitido de acordo com a resolução nº 736 do CONTRAN (Código de Trânsito) de 2018, que alterou a resolução nº 616 de 6 de setembro de 2016. Para verificar quais são as condições de parcelamento, entre em contato com o Detran do seu estado. Elas variam de acordo com a necessidade e o valor a ser pago. Converse com um atendente para saber mais.

No entanto, tenha em mente de que não é possível realizar o parcelamento das multas inscritas em dívida ativa, parcelamentos inscritos em cobrança administrativa e multas aplicadas por outros órgãos autuadores que não autorizam o parcelamento ou arrecadação por meio de cartões de crédito ou débito.

Entre em contato com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) da sua cidade para realizar o parcelamento ou pagamento à vista, dependendo da sua situação. A maioria das filiais oferecem contato pelo site, telefone ou presencial. Escolha a melhor forma para você e não deixe de resolver essa pendência. Quando os débitos relacionados ao seu automóvel estão em dia, você não corre o risco de precisar pagar juros, ter o nome negativado ou até o seu veículo confiscado.



Atualizo
Siga-nos

Deixe um comentário